Atores

ALEXANDRE MARTINS, Ator

Licenciado em Cinema e ator desde 1993. Formador na área do audiovisual onde tem desenvolvido trabalhos com crianças e jovens em várias escolas públicas.  Ator na Krisálida de 2014 a 2020.

CLARA RIBEIRO, Encenadora

É licenciada em Gestão do Património pela Escola Superior de Educação do Porto e formada em Interpretação pela ACE. Estudou também Teatro de Formas Animadas. Fundadora e diretora artística da companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora desde 2002. Programadora do Festival Ponto Pequeno em 2004 e 2005. Programadora do Encontro Internacional de Marionetas (EI!), em 2015, 2016 e 2017. Dirigiu, encenou, produziu e interpretou nas mais de 47 produções da Companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora. Entre 2002 e 2018 encenou também 15 projetos educativos para Museus e Instituições culturais e 10 projetos de Teatro Comunitário. Encenou o espetáculo PLASTIKUS (2019) na Krisálida. 

CLÁUDIA RIBEIRO, Figurinista

Estudou artes em 1986 na Escola Soares dos Reis. Segue para um curso profissional de Cenografia e Figurinos, na Academia Contemporânea do Espetáculo. Ganha uma bolsa da Fundação António de Almeida e segue para Londres, frequentando o curso superior de figurinos e adereços em Wimbledon School of Art. Regressa em 1994, e entra como coordenadora do guarda-roupa do Teatro Nacional S. João onde fica até 2007. Leciona diversas disciplinas na área plástica no curso de Design de Cenografia na Esmae e a disciplina de têxteis na escola artística Soares dos Reis. Para a Krisálida, desenhou os figurinos para o espetáculo JA MORRI MAIS VEZES DO QUE AQUILO QUE DEVIA (2022).

EVA FERNANDES, Atriz

Licenciada em Comunicação Social.  Recebeu formação teatral com Junior Sampaio, Alexander Kelly, Jorge Alonso, Guilhermo Heras, Iwan Brioc, Ana Luena. Atriz profissional desde 1994. Faz parte do Programa de Itinerâncias da DGLAB desde 2001.  Tem trabalhado como atriz em diversas companhias. Na Krisálida integra o elenco de “100C@RAS” (2021).

FILIPA ALMEIDA, Atriz

Licenciada em Teatro pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha desde 2011. Durante o seu percurso académico teve oportunidade de trabalhar com João Garcia Miguel, Diogo Dória, Miguel Borges, Stephan Jurgens, João Mota, entre outros.
Trabalhou na Krisálida, de Outubro de 2016 a Dezembro de 2017. Fez parte do elenco do espetáculo AUTO DA ÍNDIA (2017).

GRAEME PULLEYN, Encenador

Licenciou-se em Estudos Teatrais e Artes Dramáticas pela Universidade de Warwick. Cofundou e foi diretor artístico do Teatro Regional da Serra do Montemuro entre 1990 e 2005 trabalhando como ator e encenador. Trabalha como encenador e ator independente em Viseu. Projetos recentes incluem: A Guerra para acabar com todas as Guerras (Produção 1º ano – ESMAE – 2018) – Tempostade – Kcena projeto de teatro lusófono para jovens atores (Teatro Viriato – 2018) – Tchiloli – indústrias criativas – (Formiguinha da Boa Morte – São Tomé 2017/8) – (I)migrantes – a partir de entrevistas com refugiados (Teatro do Noroeste – Viana do Castelo – 2017) – Amor de Verão micro espetáculos inspirados em Shakespeare – (Teatro de Giz – Faial 2017) – Besta – a partir de Artaud, Jarry, Ionesco – KCena (Teatro Vila Velha, Brasil – 2017). Anatomia do Medo – (KCena Cabo Verde – 2015), Romeu e Julieta – projeto comunitário com participantes ciganos e não ciganos em Nelas (Teatro Viriato – 2014), DQ 2014, a partir de Dom Quixote – KCena (Teatro Vila Velha Salvador – Brasil 2014), Sangue na Guelra com encenação de Rogério de Carvalho (Amarelo Silvestre 2014) , Vissaium com encenação de Maria Gil (Teatro Viriato 2014), e O Teatro Mais Pequeno do Mundo: (MicroGlobo, Microfénix, A Odisseia segundo Penélope, Teatro Mais Pequeno do Mundo – 2011 – 2017), entre outras.Na Krisálida encenou o espetáculo PLASTIKUS ARTISTIKUS (2019).

JÉSSICA MOREIRA, Atriz

Licenciada em Teatro e Educação pela Escola Superior de Educação de Coimbra desde 2014. Integrou o elenco do grupo GATERC (Grupo Amador Teatro Esposende Rio Cávado) em vários espetáculos. Fez o estágio profissional na Krisálida (2015/2016), onde, para além do seu trabalho como atriz, foi responsável pelas Oficinas de Teatro para Crianças, que a Krisálida promoveu através do seu projeto educativo. Integrou o elenco do espetáculo REI LAUDAMUCO – SENHOR DE NENHURES (2015).

JOAQUIM RIBEIRO, Diretor Musical


É licenciado em Música pela ESMAE.Exerce a função de professor na  Academia de Música Fernandes Fão. Na Krisálida fez a direcção musical do espetáculo PLASTIKUS ARTISTIKUS (2019).

JOANA VILAR, Atriz

É licenciada em Gestão Artística e Cultural (2014-2017, Instituto Politécnico de Viana do Castelo), e encontra-se a frequentar o Mestrado em Educação Artística (2018, Instituto Politécnico de Viana do Castelo). Formou-se como atriz entre 2011-2014, na Escola Profissional Balleteatro do Porto. Entre 2018 e 2021, integrou a equipa residente da Krisálida onde assumiu as funções de assistente de produção, formadora e atriz.

JONATHAN RICHTER, Cenógrafo

Em 1994 concluiu os seus estudos superiores em Cenografia e Luz de Palco, na AKI, Academia de Belas Artes de Enschede. Realizou um estágio no Opera Forum, na mesma cidade. Trabalhou como cenógrafo e designer de palco em projetos de Dança, Ópera e Teatro. Ministrou workshops de Luz e Design para palco, na Universidade de Twente, em Enschede. Desde 1996, a sua vida profissional passa pelas linguagens do audiovisual e multimédia. Tem trabalhado com várias estruturas com funções de criação cenográfica, luminotécnica e audiovisual. Na Krisálida criou o cenário de CALDO VERDE (2020) e JÁ MORRI MAIS VEZES DO QUE AQUILO QUE DEVIA (2022).

JORGE ALONSO, Ator e Encenador

É encenador, ator, formador e clown. Fez formação na F.C.G e CCB, Lisboa e foi bolseiro na Escola Lee Strasberg New York (1998). Encenou mais de 40 espectáculos para grupos de teatro profissional, universitário e amador. Ator profissional desde 1986 em mais de 60 espectáculos. Formador com mais de 2000 H no Ensino Básico e Profissional nas áreas da Expressão Dramática, Técnicas de Actor e Clown. Faz parte da carteira de Ações de Promoção da Leitura (DGLAB). Na Krisálida integrou o elenco do espetáculo PIOLHOS E ATORES (2016) e encenou os espetáculos REI LAUDAMUCO – SENHOR DE NENHURES (2015) e “100 C@RAS” (2021).

MANUEL BRÁSIO, Músico

sonoplasta, percussionista, licenciado em Composição pela ESMAE e também mestre em Multimédia: Música Interativa e Design de Som, na FEUP.É Coordenador de atividades musicais e dirigente associativo da AISCA – Associação de Intervenção Social Cultural e Artística de Viana do Castelo e Professor de Música. Trabalha como compositor e Sound Designer para Concerto, Teatro, Dança, Cinema e Videojogos. É colaborador da FabLab Porto e membro da Digitópia/Casa da Música: Sócio fundador da INTERFERÊNCIA. Fez o desenho de som do espetáculo PLASTIKUS (2019) na Krisálida. 

MARIA QUINTELAS, Atriz

Em 2014 concluiu a licenciatura em teatro, na ESMAE, na vertente de Interpretação.
Estreou-se profissionalmente em 2015 no Teatro Nacional S. João, com a produção “O Fim das Possibilidades”. Como atriz trabalhou com vários encenadores e companhias, tendo também trabalhado como encenadora e dramaturga. Aqui destaca “Exímia Sociedade” (Dezembro, 2018) em coautoria e coencenação com Gabriela Amaro e Raquel Ribeiro e “Sai Uma De Pressão” (Agosto, 2021) um texto e encenação da sua autoria. Na Krisálida integra o elenco de JÁ MORRI MAIS VEZES DO QUE AQUILO QUE DEVIA (2022)

NUNO J. LOUREIRO, Ator e Encenador

Licenciado em Estudos Teatrais (variante Interpretação) pela ESMAE-IPP desde 2003.Trabalhou como ator e encenador em diversas companhias e conta com 4 prémios, enquanto encenador. Trabalha desde 2016 com a Krisálida, onde encenou AUTO DA ÍNDIA (2017), CALDO VERDE (2020), VOZES EM LIBERDADE (2021), e fez parte do elenco de A CURVA (2018), UMA VEZ HERA… HERA PARA SEMPRE (2019), PLASTIKUS (2019) E PLASTIKUS ARTISTIKUS (2019)

PEDRO FIUZA, Ator, Encenador e Dramaturgo

É ator, encenador, dramaturgo e sonoplasta. Curso de Interpretação da ACE, atualmente mestrando em Interpretação e Direção Artística na ESMAE. Trabalhou com várias companhias como ator, entre elas Teatro do Bolhão, As Boas Raparigas…, Teatro do Noroeste, Companhia de Teatro de Almada assim como com vários encenadores, entre eles Rogério de Carvalho, Joana Providência, Kuniaki Ida, entre outros. Como ator, destaca “Ilhas” de José Carretas coprodução Panmixia/TNSJ; “Pioravante Marche” de Samuel Beckett, direção de Joana Providência coprodução Teatro do Bolhão/TNSJ e várias produções com encenação  de Rogério de Carvalho. Foi ator residente do Teatro das Beiras e da Panmixia. Como encenador destaca “Eu, Maldoror” a partir de Lautreámont; “Teatro-Theatre”, e “Porque permaneces na prisão se a porta está aberta?”, de Zeferino Mota, em coencenação com o autor e “A Cidade Muda”, escrita e encenação. Como dramaturgo destaca: “Os Anjos de Nagyrév”, “Sós”, “A Noite Vem Caindo”, “Todos ao palco” e “O que ficou”. Tem o projecto musical Once Was The Name com o qual tem feito várias sonoplastias para teatro e agora também em cinema. Na Krisálida escreve e encena JÁ MORRI MAIS VEZES DO QUE AQUILO QUE DEVIA (2022).

PEDRO ROQUETTE, Ator

Finalizou o Curso de Interpretação na Academia Contemporânea do Espetáculo em 2009. Tem trabalhado como ator em televisão, teatro e cinema. Na Krisálida fez os espetáculo “A Curva” (2018),  “Vozes em Liberdade” (2021) e “Já Morri Mais Vezes do que Aquilo Que Devia” (2022).

RICARDO RIBEIRO, Ator

Frequentou o curso superior de Teatro – Interpretação e Encenação, na ESAP no Porto, concluindo os estudos em 2013. Estreou-se com a Seiva Trupe – Teatro Vivo nesse mesmo ano com o espetáculo “Pessoas”, encenado por Bruno Schiappa. Integrou o elenco de “Espetros”, numa coprodução da Seiva Trupe com o TNSJ (2016).É também cofundador da Primeira Pedra – Associação Artística e Cultural, em Avintes, Vila Nova de Gaia – tendo estreado com o espetáculo “Diário de Um Louco” de Nicolai Gogol, encenado por Pedro Miguel Dias. Na Krisálida integra o elenco do espetáculo “100C@ras” (2021).

SIMÃO LUÍS, Ator

Concluiu o curso profissional de interpretação pelo Balleteatro Contemporâneo do Porto. Atuou com encenadores e companhias como Nuno M. Cardoso, Frederico León, com o Teatro de Marionetas, com a PELE, com La Fura dels Baus, entre outros. Foi bolseiro do Teatro São Luíz / Colectivo 84 no Encontro de Novas Dramaturgias Contemporâneas. Encenou a peça teatral “Texto para Novembro” de José M. V. Mendes. Foi encenador do Grupo de Teatro da Faculdade de Letras do Porto. Foi professor no curso de teatro do Balleteatro Centro de Formação e orquestrou diversas formações. Atualmente, dirige uma formação contínua em Teatro na Porto d’Art. Na Krisálida fez parte do espetáculo REI LAUDAMUCO – SENHOR DE NENHURES (2015).

X